health-british-columbia

Serviço de saúde em British Columbia será gratuito

Residentes de British Columbia não precisarão mais pagar as taxas do Plano de Serviço Médico (MSP) a partir de 1º de janeiro de 2020.

O novo orçamento, sob o governo provincial do partido BC NDP, pede a remoção das taxas, o que economizará até $900 por ano individualmente e famílias até $1.800 por ano, além de eliminar uma carga administrativa para as empresas.

“British Columbia é um caso isolado no Canadá, a única província que cobra valores altos, as taxas do MSP são injustas e regressivas, penalizando famílias e indivíduos”, disse Carole James, ministra das Finanças de BC, durante seu discurso orçamentário.

“Vai tirar pressão das carteiras das pessoas. E isso ajudará a tornar nosso sistema tributário mais justo e progressivo. ”

Ela acrescentou que todos os indivíduos atualmente pagam o mesmo valor, independentemente do nível de renda, e os níveis de MSP mais do que dobraram nos últimos 16 anos.

saude_canada

As taxas do MSP já haviam sido reduzidas em 50% no ano passado na atualização do orçamento do governo provincial.

O orçamento de saúde do BC subirá de $18.923 bilhões, durante o atual ano fiscal, para $21.294 bilhões em 2020-21.

Além disso, o governo provincial orçou US $ 3,1 bilhões para novas instalações hospitalares nos próximos três anos.

Outras iniciativas incluem $150 milhões para reduzir os custos com medicamentos que precisam de receita, especialmente para famílias de baixa renda, e $150 milhões para conectar aqueles que não têm médicos de família com cuidados primários em equipe.

Fonte: Daily Hive Vancouver

 

Quer vir para o Canadá e não sabe por onde começar o seu plano?

 

vagas_it

Setor de TI no Canadá terá mais vaga que demanda

Se você é daqueles que já ouviu dizer que no Canadá há muitas vagas de emprego de TI, mas acha difícil de acreditar, aqui vão novidades para você. Segundo o relatório do Conselho de Tecnologia de Informação e Comunicação (ICTC), até 2020 a economia canadense criará 218.000 vagas de empregos tecnológicos.

Os setores que principalmente têm sofrido com a falta de profissionais de TI são as pequenas e médias empresas. Elas estão defasadas já que não encontram especialistas que possam implementar novas tecnologias, e isso pode trazer sérias consequências.

De acordo com o relatório, se o governo canadense não suprir as demandas de talento e habilidades necessárias para essa área, a economia terá grandes perdas com a baixa produtividade, tributação e PIB.

Esse problema não existe somente no Canadá. Outros países, como os EUA e o Reino Unido, já perceberam uma possível queda na oferta de profissionais de tecnologia e por isso inseriram no currículo escolar matérias obrigatórias que formarão jovens com educação secundária mais bem preparados para contribuir para o mercado de trabalho.

O crescimento de trabalho na área de TI é 4 vezes maior que em outras áreas, mas apenas 6% dos graduandos no Canadá formam na área de tecnologia.  Assim, o ICTC solicita ao governo do Canadá que facilite a entrada de minorias que sejam profissionais de TI, dentre elas: mulheres, imigrantes, indígenas e pessoas com necessidades especiais.  O Conselho acredita que essa medida reduzirá bastante a escassez de mão de obra. Certamente, também ajudará muitos a realizarem o sonho de imigrar.

Você é da área de TI e quer aproveitar esta oportunidade? Faça o seu plano de imigração e saiba suas chances de ir para o Canadá trabalhar neste setor.

shutterstock_154210700 copy

Como anda a economia Canadense?

Temos ótimas notícias para você que é daqueles que quer vir para o Canadá, mas que não

sabe exatamente para onde neste enorme país. As duas principais províncias que apresentarão

maior crescimento econômico em 2016 e 2017, serão British Columbia e, em seguida, Manitoba.

Economia de Manitoba

Esse grande desenvolvimento é atribuído aos setores de construção, manufatura e serviço.

De acordo com o CBOC (The Conference Board of Canada), organização canadense

responsável por pesquisar e analisar as tendências econômicas do país, a taxa de PIB em

Manitoba neste ano apresentará crescimento real de 2,5% e de 3% no próximo ano.

O setor de manufatura Canadense

O setor de manufatura se beneficiará da baixa do dólar canadense e da alta do dólar

americano. Dessa forma, crescerá aproximadamente 3,4% no presente ano. Além disso, o setor

de construção está em acelerada expansão juntamente aos projetos da Manitoba Hydro que no

momento possui papel importante ao oferecer inúmeras vagas de emprego. Há previsão de que o

desenvolvimento nesse setor que alcançará 1,4% em 2016, manterá ritmo de crescimento nos

próximos dois anos.

Outras áreas de relevante desenvolvimento são os setores financeiro, seguro e

imobiliário. Em consequência desses aumentos, a taxa de empregabilidade que já é interessante,

projetada em crescer em 1,3%, será ainda melhor em 2017, podendo alcançar 1,8%.

 Economia de British Columbia

A estimativa é de que a Província de British Columbia lidere o crescimento do país

nos setores de construção e moradia. As Províncias de Alberta e Saskatchewan não

entrarão em recessão, mas continuarão sofrendo por causa da crise no setor de energia.

Economia de Alberta

Segundo o CBOC, até o fim deste ano a Província de Alberta perderá 11 milhões de dólares canadenses.

Fica então a dica para você  considerar essas informações antes de tomar sua decisão.

Você pode contar com a ajuda de nossos consultores para ter mais informações sobre imigração para o Canadá. Clique aqui e marque sua consultoria agora!

 

Fonte: http://www.cbc.ca/news/canada/manitoba/manitoba-s-

economy-to- thrive-in- 2016-conference- board-of- canada-1.3354202

Validacao-de-diplomas-profissionais-no-Canad†-quem-precisa-e-como-fazer

Validação de diplomas profissionais no Canadá: quem precisa e como fazer

Para que suas profissões possam ser exercidas legalmente no Canadá, os profissionais estrangeiros de determinadas áreas precisam validar seus diplomas no país. É um processo legal um tanto burocrático e por vezes demorado, mas essencial para que especialistas de diversas áreas, como engenharia, nutrição e arquitetura, possam trabalhar em terras canadenses.

Leia mais

como-comprovar-uniao-estavel-no-Canada

Como comprovar a União Estável (Common-Law) no Canadá

Quem vai em casal para o Canadá tem muitas vantagens, como, por exemplo,o direito à permissão de trabalho quando o cônjuge está estudando em um college canadense; desconto no valor mensal do seguro de saúde provincial e a possibilidade de fazer o processo de imigração juntos, o que reduz custos e, em alguns casos, pode aumentar as chances de sucesso. Isso vale para quem já vem casado ou em união estável do Brasil, e para relacionamentos hetero ou homoafetivos. Mas e para quem veio namorando e agora precisa comprovar a união estável no Canadá? Vale também, e neste post nós vamos lhe mostrar como.

Quem pode declarar a união estável

Comprovar união estável no Brasil é bem fácil: basta o casal ir a um cartório, dizer a data em que o relacionamento começou e assinar a Declaração de União Estável, sem precisar comprovar nada. Já para o governo canadense considerar a união estável – ou Common Law, na expressão em inglês – o processo é um tanto mais burocrático.

Antes de tudo, o casal precisa estar morando junto há pelo menos um ano, e ser capaz de comprovar isso. Nesse caso, além da Declaração de União Estável, é possível que a imigração canadense exija alguns dos seguintes documentos:

– Cópia do contrato de aluguel ou de compra de um imóvel

– Comprovantes de residência separados de cada um, indicando que moravam no mesmo local

– Extratos de contas e  cartões de créditos conjuntos

– Declarações de Imposto de Renda em que um declare o outro como dependente

– Plano de saúde ou seguro de vida em que um aparece como beneficiário do outro

– Certidão de nascimento dos filhos, caso o casal já tenha algum

E é bom saber que tudo isso pode ser pedido também para quem tiver feito a Declaração de União Estável no Brasil, a critério do oficial da imigração.

Como assinar a declaração de Common-Law no Canadá

Para assinar a Statutory Declaration of Common-Law (IMM 5409), basta preencher o formulário disponível neste link da Imigração Canadense com os dados solicitados, descrever os documentos que estão sendo enviados como comprovação e reconhecer a firma de ambas as partes do casal em um cartório, para quem está no Brasil; ou em um Notary (o “cartório” canadense), para quem já está no Canadá.

É um processo um pouquinho mais burocrático, mas perfeitamente fácil de fazer. Mas para quem não puder ou não quiser passar pelo trabalho de declarar a união estável, a opção mais em conta pode ser, também, casar logo no Brasil ou mesmo no Canadá. Mas isso é assunto para o nosso próximo post! 😉

Quer que a One Immigration cuide dessa parte e de todo o resto do seu processo de imigração? Inicie o seu plano de imigração conosco gratuitamente clicando aqui!

LMIA-o-que-e-como-conseguir

LMIA: Como conseguir imigrar com o patrocínio de uma empresa canadense

Como falamos no post Tudo que você queria saber sobre como trabalhar legalmente no Canadá, o simples fato de ter uma oferta de emprego de uma empresa canadense infelizmente não dá direito à permissão de trabalho no país. Isso só é possível quando a empresa se dispõe a fornecer o famoso LMIA (Labour Market Impact Assessment), um processo mais burocrático e que consiste em a companhia se dispor a ser a patrocinadora do candidato no processo de imigração. É algo mais demorado mas certamente não impossível, por isso decidimos fazer este post para esclarecer as suas principais dúvidas sobre o LMIA e como consegui-lo.

Leia mais

Trabalhar-no-Canada-One-Immigration

Tudo que você queria saber sobre como trabalhar legalmente no Canadá

Uma das principais questões dos clientes da One Immigration e de quem quer morar no Canadá, de uma forma geral, diz respeito a como conseguir trabalhar no país de forma legal, com todos os documentos necessários. Afinal, o investimento é grande e trabalhar não só é essencial para arcar com as despesas como, principalmente, se inserir na sociedade e começar a vida no novo país. Leia mais