Imigração pelas Províncias do Atlântico (AIP): Conheça o programa do governo canadense que te permite trabalhar no país legalmente exercendo sua profissão.

O Atlantic Immigration Pilot (AIP) – ou Piloto de Imigração do Atlântico, em Português – é uma iniciativa que busca trazer imigrantes qualificados e graduandos internacionais para suprir as demandas do mercado de trabalho Canadá Atlântico. O programa consiste em uma parceria entre o Governo do Canadá e as Províncias Atlânticas – aquelas localizadas às margens do Oceano Atlântico, excluindo Quebec – e permite que empresas canadenses contratem candidatos estrangeiros capacitados para vagas não preenchidas por profissionais locais, possibilitando a distribuição de imigrantes em diversas províncias do país e a integração dos recém-chegados no crescimento econômico de cada região.

A aplicação ao  programa é feita por meio  do envio de formulários e documentos por correio. Antes de se inscrever, você deve possuir  uma proposta de trabalho de uma empresa canadense. Se você foi contratado por um empregador canadense e quer participar do AIP, certifique-se de que o local para onde você foi contratado  é uma das províncias vinculadas ao programa. Caso a aplicação seja aprovada, é concedido o visto de residência permanente no país.

Formas de contratação

A contratação por parte dos empregadores no AIP pode ser feita por meio de três programas:

1 – Atlantic High-Skilled Program: destinado a candidatos que trabalharam com gestão ou trabalho técnico/profissional qualificado, no Canadá ou no exterior, por pelo menos um ano. É necessária a apresentação de um diploma de ensino médio canadense ou educação equivalente;

2 – Atlantic Intermediate-Skilled Program: relativo a candidatos que trabalharam no Canadá ou no exterior, em um emprego que requeira ensino médio completo ou capacitação específica, por pelo menos um ano. Também é necessária a apresentação de um diploma de ensino médio canadense ou educação equivalente;

3 – Atlantic International Graduate Program: contempla candidatos com formação, diploma ou credencial de instituição pública de uma província Atlântica e que viveram em uma província Atlântica por ao menos 16 meses nos dois anos anteriores à conclusão de sua formação e recebimento do diploma/credencial;

Nos três programas acima, além dos pré-requisitos citados, ainda são necessários:

  • Certificado válido de idioma alegando sua capacidade de se comunicar em Inglês ou Francês de nível CLB4 ou superior, emitido com no máximo dois anos de antecedência à sua candidatura no programa;
  • Comprovante bancário atestando suas condições financeiras de sustentar a si mesmo e à sua família no Canadá;
  • Se você estudou fora do Canadá, será solicitado o Educational Credential Assessment (ECA), utilizado para verificar a equivalência de sua formação, diploma ou credencial com os parâmetros da educação canadense.

Proposta de trabalho

Para se inscrever no AIP, o interessado já deve possuir uma proposta de trabalho no Canadá. A partir disso, o candidato deve avaliar se a oportunidade se encaixa dentro dos requerimentos do programa pelo qual foi contratado (High-Skilled, Intermediate-Skilled ou International Graduate).

É também de grande importância que você tenha conhecimento de em qual setor o seu trabalho se encaixa e os pré-requisitos exigidos para o mesmo. Para isso, consulte a National Occupational Classification (NOC) e encontre a função mais próxima ao serviço pelo qual foi contratado.

Regularização

Depois de obtida a proposta de trabalho, você e os membros maiores de idade da sua família que viverão no Canadá devem apresentar um plano de regularização. Esse plano serve para detalhar o que você e seus familiares farão profissionalmente no país.

Os planos de regularização são gratuitos e podem ser feitos por algumas organizações. Caso você já esteja no Canadá, procure uma dessas organizações na sua região. Se você ainda está em seu país, há algumas organizações que podem te auxiliar, conforme lista disponibilizada no site do governo canadense.

 Aprovação pela Província Atlântica

Com o plano de regularização já pronto, a província de destino deve aceitar sua proposta de trabalho. Essa etapa é realizada por seu empregador. Cada província tem um processo específico, e seu empregador pode pedir documentos extras.

Na conclusão do processo, você receberá um Certificado de Aprovação, que deverá ser incluído na aplicação para residência permanente.

Se você se interessou pelo AIP e quer conhecê-lo mais detalhadamente, ou tem alguma dúvida sobre o processo, agende uma consulta hoje com a One Immigration.

Créditos

Fontes:

Autores: Maruscka Grassano e Carolina Cadinelli
Revisão: Vanessa Eufrasio e Renato Feldmann
Imagens: Vanessa Eufrasio