Trabalho no Canadá: Como conseguir um emprego ainda no Brasil

Muita gente sonha em trabalhar no Canadá, mas poucos sabem como conseguir um emprego no país – especialmente antes de imigrar. Confira nossas dicas para encontrar a oportunidade perfeita!

Uma das coisas que mais acrescenta pontos no seu processo imigratório, seja ele qual for, é ter uma oferta de emprego em mãos. Entre os procedimentos mais recorrentes – na plataforma do Express Entry – ter sido aceito para uma vaga de emprego te garante entre 50 e 200 pontos no seu perfil: o que aumenta muito as suas chances de ser selecionado pelo governo canadense para imigrar.

Contudo, apesar de parecer uma solução simples, a maioria das empresas não oferece vagas para estrangeiros que estejam fora do Canadá. Devido à burocracia e aos custos que o processo de ‘visa sponsorship’ geram para a contratante, grande parte das organizações negocia trabalho apenas frente à necessidade real de se trazer mão de obra estrangeira. Ainda assim, é possível encontrar quem faça esse processo e, para garantir uma dessas poucas vagas, existem alguns aspectos importantes.

O que é preciso para aumentar minhas chances de conseguir um trabalho?

Para contratar profissionais estrangeiros, as empresas canadenses precisam justificar a necessidade de se trazer mão de obra de fora do país. Dessa forma, as vagas costumam ser focadas em profissionais com o máximo de qualificações possíveis. Ter graduação, pós graduação, especialização, mestrado e até doutorado na sua área podem contribuir muito para que os empregadores notem o seu currículo. Além disso, é imprescindível a fluência no Inglês – dificilmente, alguma empresa irá te contratar se você não conseguir se comunicar com sua equipe de trabalho e clientes.

Além de um currículo forte, apresentar seu portfólio também pode contar muitos pontos para que você consiga ‘ser visto’. Por meio dele, você é capaz de comprovar a qualidade do seu ofício, inspirando confiança no seu possível empregador.

As vagas para estrangeiros também contam com a particularidade da área de atuação. Existem campos profissionais com demandas muito maiores do que o número de canadenses formados. Um exemplo disso é a área de TI: o Canadá, atualmente, é visto como líder em especialidades tecnológicas emergentes; porém, as instituições de ensino do país não formam um número suficiente de especialistas para suprir a demanda. Além do TI, existem diversas outras áreas que requerem mão de obra capacitada: engenharias, área de cuidados, hospitalidade, saúde, entre outras. Se você atua em um desses segmentos, suas chances de conseguir um emprego aumentam consideravelmente.

Se você já estiver com processo em andamento no Express Entry, isso também pode fortalecer a sua candidatura a uma vaga de emprego. As empresas entendem que você já está buscando uma adequação ao estilo de vida canadense, e têm as garantias de todos os aspectos já comprovados na sua aplicação para a imigração. Ter um endereço e número de telefone do Canadá para contato também ajuda.

Outro aspecto levado em conta pelas organizações canadenses é a presença digital. Como boa parte das empresas do mundo todo, as empresas canadenses, muitas vezes, checam as redes sociais dos candidatos. A instituição quer saber quem é você, antes de te contratar, e a maneira mais simples e atual de se fazer isso é por meio das redes sociais. Assim, ter um bom perfil no LinkedIn e redes pessoais consistentes, como Instagram e Facebook, pode fazer a diferença na hora de você ser escolhido.

Aumentar as chances de conseguir emprego no Canadá

A Importância do LinkedIn

Dentre todas as redes sociais, o LinkedIn é, sem dúvidas, a principal rede avaliada pelos empregadores canadenses. Com o propósito de facilitar contatos profissionais; nela, você coloca as suas qualificações e experiências, entra em contato com profissionais e empresas, e pode até encontrar vagas de emprego. É muito comum empresas anunciarem vagas por essa rede, e algumas delas costumam entrar em contato direto com perfis que sejam interessantes aos cargos demandados – ou seja, a empresa pode te encontrar e te oferecer uma vaga antes que você a encontre. Além disso, em muito casos, empresas anunciam vagas no LinkedIn em detrimento de outras plataformas de vagas; ou seja, estar fora dessa rede pode reduzir suas chances de encontrar boas oportunidades de emprego.

Apesar de não ser muito popular no Brasil, o LinkedIn é uma plataforma que pode contribuir muito para você conhecer a realidade da sua área de atuação, a empresa, a concorrência e analisar propostas e métodos de trabalho. Ter um bom perfil nessa rede pode te colocar um passo a frente para ser contratado por uma empresa canadense, e a principal dica é: se você ainda não tem um, faça! Certamente, o LinkedIn aumentará muito as suas chances de conseguir uma vaga de emprego no Canadá.

E se você já tem um perfil no LinkedIn, seguem algumas dicas para incrementá-lo e deixá-lo ainda mais atraente para os empregadores canadenses:

  • Sempre use palavras impactantes na sua ‘Headline’, que chamem atenção para o seu profissionalismo e diferencial na área;
  • Personalize a URL do seu perfil;
  • Envie mensagens personalizadas para as pessoas com quem você deseja se conectar;
  • Escolha uma foto que dê para ver o seu rosto e que passe uma atmosfera profissional;
  • Atualize sempre a sua localização e suas informações de contato;
  • Faça parte de grupos da sua área de atuação profissional;
  • Responda sempre o mais rápido possível;

Mais vagas de emprego

Além do LinkedIn, existem diversas outras plataformas de vagas que são bastante confiáveis no Canadá. Nelas, é importante ficar atento para oportunidades que venham acompanhadas dos termos ‘LMIA’ e ‘Visa Sponsorship’ – quando a empresa anuncia com essa diferenciação é porque, provavelmente, o processo interno para conseguir a autorização para contratar estrangeiros já está em andamento.

Duas grandes plataformas para encontrar vagas fora do LinkedIn são o Indeed, o Craigslist. A primeira coisa que você precisa saber sobre esses websites é que eles são pensados para atender o mundo inteiro; ou seja, eles possuem um banco de dados vasto, que precisa ser filtrado. Esse filtro é feito, inicialmente, através da URL de acesso; para acessar o Indeed canadense, o endereço é www.indeed.ca (e não .br); o Craigslist usa um filtro ainda mais específico: para acessar a versão canadense, você deve usar o nome da cidade na URL como por exemplo vancouver.craigslist.org. Em ambos os sites, você pode fazer uma busca sem possuir conta; porém, precisa fazer login para responder a quaisquer anúncios. Agora, vamos às especificidades de cada um.

O Indeed é uma plataforma voltada exclusivamente para vagas de emprego, o que facilita muito na hora de pesquisar. As caixas de pesquisa são duas: ‘o quê’ e ‘onde’ – ou seja, a partir de uma palavra chave (área/profissão em que você quer atuar) e da localidade que você escolher, a busca te retornará as vagas relacionadas ao termo que você buscou. Uma dica é colocar LMIA ou Visa Sponsorship na sessão ‘o quê’, ao lado do nome da sua profissão – vagas com essa descrição já definem de antemão que estão disponíveis para estrangeiros.

O Craigslist, por sua vez, é uma plataforma voltada para serviços e anúncios de forma geral – ou seja, nele você pode encontrar tanto vagas de emprego quanto anúncios de imóveis para alugar, ou anúncios de serviços. Dessa forma, o primeiro passo para lidar com esse site é clicar na área ‘Jobs’ da página inicial. Dali, você será redirecionado para a caixa de pesquisas, onde poderá colocar a palavra chave relacionada à vaga que você procura – nesse caso, também indicamos colocar os termos LMIA ou Visa Sponsorship na caixa.

Tanto o Indeed quanto o Craigslist são plataformas de anúncio livres. Sendo assim, é interessante checar o nome do anunciante e todas as informações antes de fechar um contrato, para evitar cair em esquemas.

Outras plataformas recomendadas, que funcionam de forma muito parecida com o Indeed, são:

Além delas, existe a plataforma oficial do governo canadense para busca de empregos – nela, são anunciadas muitas posições em empresas privadas e para cargos públicos. Este site se assemelha com o SINE – Sistema Nacional de Empregos existente no Brasil.

ONGs e iniciativas governamentais

Também existem diversas ONGs e iniciativas governamentais de apoio a imigrantes. Essas ONGs não só podem te ajudar a conseguir uma vaga de emprego, como também oferecem suporte durante a sua preparação para aplicar para a vaga e orientação sobre diversos aspectos do trabalho no Canadá, como a etiqueta no ambiente de trabalho, os documentos e processos necessários para cada vaga, entre outros detalhes. No site do governo Canadense, você tem acesso a uma lista com diversas instituições e programas federais que oferecem esse suporte para pessoas que ainda não imigraram. Para entrar em contato com elas, basta seguir os links de seus websites oficiais.

Com todas essas ferramentas, a probabilidade de você encontrar vagas interessantes para o seu currículo é muito alta. Porém, se a procura ainda estiver complicada, o Governo Canadense oferece programas de internship(estágios) para imigrantes recém chegados. Esse programa oferece trabalhos temporários, junto a organizações federais, provinciais e municipais, funcionando como uma introdução do imigrante ao mercado de trabalho. Em muitos casos, os internships se transformam em porta de entrada para um emprego regular.

Outra forma de encontrar vagas no Canadá é por meio de feiras de recrutamento (muito comuns para algumas áreas, como a área de TI, que tem levado diversos profissionais estrangeiros para o país nos últimos anos). Existem muitas agências de recrutamento no Canadá, e você pode encontrar uma lista no site da Association of Canadian Search, Employment and Staffing Services (ACSESS), filtrando os resultados por posição ou cargo desejado e por província.

Voluntariado ajuda a conseguir emprego no Canadá

Dicas extras

Uma forma de incrementar o seu perfil para imigrar é se envolver com grupos profissionais e ingressar em programas de orientação. Esses programas são oferecidos por algumas empresas privadas, mas também pelas vagas de Internship do governo Canadense e pelas ONGs de apoio a imigrantes.

Outra dica para potencializar ainda mais as suas chances de conseguir um emprego é buscar por vagas em empresas localizadas em cidades menores ou províncias menos comuns de receberem imigrantes. Cidades como Toronto, Montreal, Vancouver e Ottawa, em geral, já possuem grande diversificação de mão de obra e grande quantidade de profissionais qualificados. Para uma empresa de uma cidade menor, suas chances de se destacar aumentam frente a outros candidatos.

Além disso, trabalhos voluntários são muito bem vistos pelos empregadores canadenses. Através deles, é mais fácil fazer conexões com pessoas da sua área e conseguir vagas de emprego formal muito mais rápido, através de recomendações. Caso você tenha fundos para ficar no Canadá sem receber por um tempo, é uma experiência muito recomendada, e você pode encontrar vagas para voluntariado em diversas áreas em sites como o Volunteer Canada.

Como me candidatar para uma vaga?

É importante ressaltar que o processo de seleção de profissionais no Canadá é bastante diferente dos processos no Brasil. Para se aplicar para uma vaga em uma empresa canadense, inicialmente, você precisa enviar o seu resumé (currículo) e a sua cover letter (carta de apresentação). Entenda um pouco mais sobre esses documentos:

Resumé:

Único formato de currículo aceito no Canadá. Consiste em relato curricular das suas experiências, porém de forma resumida, focando em experiências que sejam efetivamente relevantes para a vaga. Sua estrutura básica é a seguinte:

  1. Dados pessoais: Seu nome completo, e-mail, telefone para contato, endereço (podendo ser apenas sua cidade ou o endereço completo, perfil no LinkedIn, links para seu site, portfólio ou outros do gênero são informações relevantes nessa sessão. O Canadá tem uma política muito forte relacionados a inclusão no mercado de trabalho e sociedade, seja ela racial, de nacionalidade, gênero sexual, ou outros, por isso você não deve colocar informações relacionadas a estes aspectos no seu resume.
    Objetivo: Aqui, você define qual cargo deseja ocupar. Caso não saiba o nome formal do cargo, coloque uma breve descrição da vaga para a qual você está aplicando.
  2. Formação: Coloque aqui o nível mais alto de graduação que seja relevante para a vaga. Caso você tenha mais de uma formação que seja interessante para o seu empregador, coloque todas as relacionadas a vaga em que você está se candidatando. Para cada entrada nesta sessão, você deve colocar o título do seu diploma, o ano de obtenção e a instituição de ensino.
  3. Experiência Profissional: Em tópicos, organize as suas experiências profissionais em ordem cronológica. Cada item precisa ter o nome da empresa onde a experiência aconteceu, o nome do seu cargo e os anos de início e de término da experiência. Nesta sessão o que importa não são as atividades que você executava, mas sim os resultados gerados ou que você ajudou a gerar no período em que desempenhava a funação.
  4. Certificados e Cursos Extracurriculares: Coloque apenas cursos ou certificações que sejam relevantes para a sua atuação naquela vaga específica, com mês e ano de conclusão.
  5. Referências: São declarações de empregadores anteriores, atestando a qualidade do seu trabalho. Coloque apenas se for solicitado pela empresa; se não for, você pode escrever ‘available on demand’ (disponível sob demanda).

Você pode ver exemplos e modelos de resumés aqui. Em geral, os resumés não passam de duas páginas, e devem ser adequados e direcionados à vaga para a qual você está aplicando – isso inclui sua diagramação (por ex, se você está aplicando para uma vaga de designer, entregar um currículo com diagramação básica de word pode não trazer destaque para os eu resumé). Recomenda-se não colocar informações de cunho pessoal no currículo, como idade, estado civil, orientação sexual, religião ou hobbies; foque sempre nas qualificações profissionais.

Cover Letter:

A Cover Letter consiste em uma carta, ou e-mail, que o candidato escreve para o RH da empresa ou diretamente ao responsável pela vaga que está fazendo o recrutamento. Nela, o candidato informa para qual vaga está aplicando, como ficou sabendo da mesma, e relata como suas habilidades e experiências podem contribuir com o objetivo que a empresa está buscando com a nova contratação. Através dela, você deve cumprir quatro objetivos:

  • Demonstrar suas habilidades;
  • Apresentar diferenciais não curriculares que possam chamar a atenção do seu empregador;
  • Argumentar sobre o motivo de você ser o candidato ideal para ocupar a vaga;
  • Convencer o empregador potencial a te chamar para uma entrevista.

Em geral, esses objetivos são cumpridos em quatro parágrafos. No primeiro parágrafo, você deve se apresentar brevemente, e mencionar para qual vaga você está aplicando, além de quando e onde você a encontrou (ex: “Gostaria de aplicar para a vaga de técnico em TI, postada no dia 02 de julho no LinkedIn”).

No segundo, você já pode começar a discorrer sobre as suas habilidades e experiências que podem agregar valor para a empresa; é interessante referenciar o currículo, e aprofundar um pouco no que a experiência mencionada te ajudou a melhorar profissionalmente.

No terceiro parágrafo, é interessante que você mencione características pessoais suas que podem contribuir para o ambiente de trabalho. Por ex: ‘sou uma pessoa muito organizada’, ‘tenho boas habilidades com trabalho em equipe’, ‘tenho bom senso de liderança’.

No quarto e último parágrafo, é interessante é agradecer pela oportunidade de estar aplicando para a vaga e deixar suas informações de contato; recomenda-se finalizar com ‘best regards’ ou ‘sincerely’, antes da assinatura.

O cabeçalho da Cover Letter, antes do primeiro parágrafo, deve conter: seu nome, seu endereço e a data de escrita da carta; o nome do empregador, o título e o endereço da empresa.

A Cover Letter não deve passar de uma página de tamanho. Você pode encontrar alguns exemplos práticos aqui.

É importante lembrar que a Cover Letter não é um resumo do seu Resumé, e sim uma apresentação breve evidenciando o porque você é o melhor candidato para aquela posição. Uma boa Cover Letter pode ser fundamental para o empregador prestar atenção em você e analisar a sua aplicação.

Entendendo o que são o resumé e a cover letter, fica claro o quão importante é conhecer muito bem a empresa para a qual você está se candidatando. Conhecendo as empresas, fica bem mais fácil mostrar a elas o lado mais forte do seu perfil para a vaga, tanto no resumé e na cover letter como nas entrevistas.

Sendo aprovado no processo de seleção, a empresa fica responsável por solicitar o LMIA, garantindo ao governo canadense a validade do seu contrato de trabalho e solicitando, junto com você, a permissão de trabalho e todo o restante da documentação necessária para que você possa exercer a sua profissão.

A One Immigration trabalha com auxílio jurídico para mais de 60 processos imigratórios, incluindo os processos de sponsorship – tanto para quem vai imigrar quanto para as empresas contratantes. Para saber mais sobre o visto de trabalho e as suas possibilidades de imigrar, entre em contato através das nossas redes sociais!

Consultoria de Imigração Canada

Créditos

Autores: Maruscka Grassano e Carolina Cadinelli
Revisão: Vanessa Eufrasio
Imagens: Vanessa Eufrasio