Quanto custa morar no Canadá?

Conheça os principais gastos para se viver em uma das províncias canadenses e se organize para mudar de vida!

Se mudar para um novo país demanda planejamento detalhado – especialmente quando pensamos no financeiro. Nesse aspecto, muita gente pensa que imigrar é apenas custear as passagens e o visto; porém, se esquecem que morar, comer, vestir-se e locomover-se também têm um custo.  

Frente a isso, uma das principais dúvidas daqueles que desejam imigrar e começar uma nova vida no Canadá é: quanto custa viver no país? 

Comprovação de fundos

Antes de mais nada, é preciso recordar que para qualquer processo imigratório de estadia permanente para o Canadá será requisitado ao aplicante a comprovação de fundos. Recentemente, o governo canadense aplicou um certo aumento na exigência de fundos para candidatos do Express Entry, elevando a necessidade mínima em pouco mais de 1,5% para cada nível familiar.

Se antes, uma única pessoa, chegando desacompanhada no país precisava comprovar a disponibilidade de uma quantia de CAD $ 12.474, hoje, a demanda é de CAD $ 12.669; essa mudança se deve à inflação e atualização de preços de itens básicos, como alimentação e moradia. Devido a isso, a quantia necessária é atualizada anualmente, e muda de acordo com número de membros da família que pretendem imigrar.

A comprovação financeira pode parecer um obstáculo, mas é a maneira mais assertiva de não deixar que o sonho de morar em uma das nações mais seguras e igualitárias do mundo se transforme em um pesadelo por problemas relacionados à falta de dinheiro. Os valores pedidos são pensados para que você comprove que tem condição de cobrir os custos de vida mínimos, caso não consiga um emprego imediatamente após a sua chegada – ou seja, você precisa comprovar que tem dinheiro para comer, morar e se locomover em busca de trabalho por pelo menos algum tempo. Por isso, é de extrema importância que esse dinheiro não seja fruto de um empréstimo, mas, sim, de posse e disponibilidade de quem deseja imigrar. Lembrando que este montante não é pago ao governo canadense, e sim, apenas feito a sua comprovação de posse através de extratos bancários e imposto de renda.

Com a importância desse tópico em mente, podemos, finalmente falar sobre os custos de se viver no Canadá.

Mas afinal, quanto custa viver no Canadá?

Para responder a essa pergunta com minúcia, é preciso levar em consideração cada uma das províncias pertencentes ao país. Entretanto, se compararmos os valores necessários para se viver no Canadá com os custos para morar em outros países tão desenvolvidos quanto (como a Inglaterra ou os EUA), o Canadá é razoavelmente mais barato, facilitando para que você possa se sustentar e adquirir uma boa qualidade de vida. Atualmente, um dólar canadense equivale a cerca de R$ 3 (três reais brasileiros).

Aluguel de casa ou apartamento

Como dito anteriormente, os custos para quaisquer dos tópicos citados neste artigo variam de acordo com a cidade escolhida por você e, neste caso, outras variáveis serão conforme o tamanho e tipo do imóvel, bem como sua localização. O valor mensal de moradia no Canadá figura entre os mais altos na lista de gastos daqueles que passam a residir no país.

Grandes cidades, como Vancouver e Toronto (as que mais recebem estrangeiros brasileiros), possuem valores de aluguéis mais altos que  cidades menores. O preço do aluguel de um apartamento de um quarto nessas províncias tem um custo médio de CAD$ 1500 por mês para a regiões mais afastadas do centro. Por outro lado, se a ideia é morar em áreas centrais, esse custo sobe para uma média de CAD$ 1900. Em cidades como Calgary, Ottawa, Montreal, entre outras, é possível encontrar apartamentos com valores abaixo de CAD$ 1400 dependendo da localidade e tipo de imóvel.

É comum que os contratos de locação exijam a estadia mínima de um ano. Há de se considerar, ainda, custos com internet (entre $50 – $60 por mês), energia (entre $30 – $40 por mês) e lavanderia, que custa por ciclo da máquina de lavar ou secar entre $1.50 a $3.00. Os imóveis mais novos são alugados já com lavadora e secadora no apartamento.

Outras opções de moradia

Uma alternativa comum e bastante atraente no quesito financeiro é o compartilhamento de apartamento com outros imigrantes (o que é mais comum entre estudantes). Os custos, novamente, irão depender muito, não só do local escolhido, como do tamanho do quarto e do número de pessoas com quem você irá morar.  Um quarto em casa dividida em Downtown Vancouver, custa, em média, CAD$ 800.

Para quem pretende ficar no Canadá por um período mais curto que um ano, a opção mais vantajosa – levando em conta aspectos de conforto e financeiro – é a acomodação em casa de família. As acomodações em casa de família no Canadá, também conhecidas como Homestay são, geralmente, direcionadas a estudantes. Além de ser uma ótima oportunidade para aprimorar o nível de inglês ou francês. Quando você opta por ficar em uma casa de família, irá experienciar de perto o estilo de vida e cultura das pessoas daquele país.

Alimentação

Cozinhar a própria comida costuma ser uma boa saída se a intenção é economizar até que você esteja totalmente adaptado ao aspecto financeiro canadense. Confira os valores médios de alguns dos principais produtos consumidos nos mercados do Canadá:

Tabela com o custo médio de alimentação no Canadá

Da mesma forma que citamos no tópico anterior, a refeição na casa de família, opção comum entre intercambistas, é a maneira mais eficiente de economizar durante o período de estadia no país. Refeições em restaurantes com preços mais populares variam entre CAD$ 7 e CAD$ 15, enquanto os estabelecimentos mais descolados oferecem pratos a partir de CAD$ 15. 

Transporte

O valor do transporte público varia de acordo com a cidade escolhida. Toronto, por exemplo, oferece 3 modalidades para locomoção: ônibus, metrô e streetcar (bonde elétrico), todos interligados, o que facilita muito a vida dos usuários. Na cidade, o valor médio de uma passagem no transporte público é de $3.25 para adultos e $2.20 para estudantes (13-19 anos) e idosos (mais de 65 anos). Na maioria das cidades canadenses, existe também a opção de se comprar um ticket mensal, com o pagamento de uma tarifa única. Essa tarifa varia entre  CAD$ 80 a CAD$ 170, e permite ao usuário utilizar os transportes públicos de forma ilimitada. Normalmente, essa opção só está disponível no final e no início de cada mês; portanto, é preciso ficar atento.

Lazer

País rico culturalmente, o Canadá oferece variedades de lazer durante o ano todo. Passear nos parques de Toronto ou Vancouver, tanto a pé quanto de bicicleta, são atividades recorrentes entre os habitantes locais. Eventos ao ar livre como feiras e festivais de música e gastronomia são muito comuns durante o verão, e uma ótima notícia: costumam ser gratuitos! Passeios de bicicleta pela cidade, por sua vez, também são uma boa opção para se exercitar e ainda contemplar os belos cenários canadenses; para alugar uma bicicleta por uma hora, o valor é de cerca de CAD$ 20.

Se as paisagens de verão não são muito o seu forte e o que te atrai no Canadá são as montanhas para passar o dia fazendo ski ou snowboard, também é fácil encontrar lugares! O valor para praticar em estações de ski, incluindo aluguel do equipamento e seguro obrigatório, é de cerca de CAD$ 165.

Outros programas culturais fáceis de encontrar são cinemas e museus. Os preços das entradas costumam variar entre CAD$ 14 e CAD$ 25, dependendo do dia da semana.

Contudo, se a vida festeira é sua distração preferida, há opções de baladas com entradas gratuitas ou ingressos até CAD$ 15, e de shows, que variam entre CAD$ 25 e CAD$ 150. Nas lojas de conveniência, as latas de cerveja custam cerca de CAD$ 1.70, enquanto em bares e casas noturnas, o valor sobe para CAD$ 5 ou CAD$ 6.

Educação

Em um país no qual a taxa de alfabetização é de 99% e a adesão à vida acadêmica é altíssima, a educação torna-se um grande atrativo para estrangeiros de todo o mundo. A qualidade do ensino e da formação profissionalizante no Canadá atrai, há tempos, brasileiros com o intuito de melhorar a qualidade de vida e conquistar o visto de residente permanente ou, até mesmo, a cidadania canadense.

Quando a ideia é levar os filhos para o Canadá, as notícias são ainda mais animadoras: as escolas públicas são de excelente qualidade e os alunos do ensino fundamental e médio ficam nas instituições por período integral.  

Tem direito ao ensino gratuito no Canadá a criança estrangeira onde um dos pais possuam cidadania, residência permanente, permissões válidas  de trabalho ou de estudante de cursos pós-secundários em instituições públicas ou alguns cursos de bacherelado ou mestrado em instituições privadas. Entretanto, caso a criança não se enquadre na condição acima, o valor para um ano letivo varia entre CAD$ 12,5 mil e CAD$ 15 mil, nos ensinos fundamental e médio, respectivamente. 

Para quem é aluno de cursos universitários e colleges já com a residência permanente, o custo da vida acadêmica no Canadá costuma ficar entre 7 e 8 mil dólares canadenses por semestre, variando de acordo com a instituição e curso escolhidos. Há ainda a possibilidade de se obter bolsas de estudos, que podem ser a partir do mínimo de CAD$ 4 mil chegando a CAD$ 30 mil.

Salários no Canadá

Caso você tenha se assustado com os altos valores de moradia, alimentação, entre outros itens no Canadá, não se preocupe: os salários, além de serem compatíveis com o custo de vida no país, são bem igualitários. No mercado canadense, a distribuição de renda é muito mais justa que em grande parte do globo. De acordo com a área profissional, um colaborador com uma formação técnica pode receber um salário muito próximo dos profissionais com graduação. Mesmo para trabalhadores do setor de serviços (que em geral, não requer formação), os salários não costumam abaixar tanto.

Dependendo da província, os pisos salariais variam entre CAD$  11 e CAD$ 15 por hora, proporcionando estabilidade financeira que, aliada aos excelentes serviços públicos, fazem com que os brasileiros queiram adotar o Canadá como segunda nação. Para os campos profissionais de qualificações mais altas, geralmente os salários são calculado anualmente podendo variar entre 40 a 150 mil dependo da função.

Está considerando se mudar para o Canadá? Aqui, na One Immigration, oferecemos assessoria para você se organizar e acompanhamos os processos imigratórios em todas as suas etapas, para candidatos de qualquer lugar do mundo. Agende uma consultoria!

Consultoria de Imigração Canada

Créditos

Autores: Maruscka Grassano e Carolina Cadinelli
Revisão: Vanessa Eufrasio
Imagens: Vanessa Eufrasio