Meu visto para o Canadá foi negado, e agora?

Conheça os principais motivos para a negativa na solicitação de visto canadense e saiba como reverter essa situação.

O governo canadense é um dos que mais fomenta a imigração no mundo, estimulando estrangeiros de vários países a buscarem por novas oportunidades de vida e carreira no país. De fato, cada vez mais, profissionais têm procurado por mais qualidade de vida, mais segurança e mais estabilidade econômica no Canadá. Entretanto, mesmo com uma grande demanda de vagas nas mais variadas áreas de atuação profissional, imigrar para o Canadá não é uma tarefa simples – seja para morar de forma permanente ou mesmo de maneira temporária.

Atualmente, o Canadá oferece cerca de 60 programas de imigração – cada um com suas próprias especificidades, pré-requisitos e exigências. Fatores como grau de educação, idade, patrimônio, experiência profissional e objetivos podem ser aplicáveis ou não para cada modalidade de programa oferecido.

Mesmo com a vasta oferta de oportunidades, casos de vistos negados não são incomuns; pelo contrário, ter o visto negado ocorre com uma certa frequência. De acordo com o Immigration, Refugees and Citizenship Canada (IRCC), são diversas as situações que levam uma pessoa a ter seu visto negado, mas alguns casos são mais recorrentes, como a falta de comprovação de recursos financeiros, por exemplo. De qualquer forma, o que vale na hora de aplicação para o visto é muita atenção para não perder uma oportunidade por descuido.

A equipe de consultores da One Immigration elencou os principais motivos pelos quais há negativa na solicitação de visto canadense. Acompanhe a seguir:

Principais motivos da negação na solicitação de visto para o Canadá

Principais motivos da negação na solicitação de visto para o Canadá
    1. Informações falsas ou incompletas
    2. Falta de documentação
    3. Prazos
    4. Vínculo com o país de origem
    5. Histórico de Viagens Internacionais
    6. Recursos Financeiros
    7. Histórico criminal

1 – Informações falsas ou incompletas

A solicitação pelo visto canadense começa com o preenchimento de formulários, específicos para cada tipo de visto e aplicação, requeridos pelo IRCC. Não é preciso dizer que apresentar dados ou documentos falsos está fora de cogitação, certo? A penalidade para esse tipo de negativa na solicitação do visto, além do próprio visto negado, é a proibição, por dois anos ou até cinco anos, de solicitar qualquer tipo de visto para o país.No entanto, quaisquer respostas incompletas, confusas, com diferentes interpretações ou incorretas também podem acarretar na negação do visto. Caso alguma pergunta não se aplique a você, justifique a questão em uma carta de intenção e entregue-a junto à documentação restante e demais formulários. Para se ter uma ideia, recentemente, um cliente aplicou para um Visitor Visa e foi negado porque omitiu no formulário que já teve um visto para os USA negado anteriormente. Ser extremamente transparente na aplicação e nas informações repassadas ao consultor de imigração que está representando o seu processo de visto é essencial e reduz os riscos de negativas e dores de cabeça.

2 – Falta de documentação

Para solicitar o visto canadense, você deve apresentar alguns documentos; porém, assim como algumas respostas dos formulários podem não se aplicar ao seu caso, é possível que alguns documentos solicitados também não se apliquem. Se isso acontecer com você, o procedimento é o mesmo do tópico acima: especifique o motivo de não apresentar determinado documento na carta de intenção destinada ao oficial do governo. Além disso, tente anexar ao processo algum comprovante capaz de substituir a declaração solicitada. Por fim, faça uma lista com todos os documentos necessários e dê o “check” à medida em que fizer o upload de cada um. Há uma enorme quantidade de pessoas que têm seus vistos negados por pura falta de atenção.
Prazos O prazo mínimo para solicitar um visto antes de viajar é de 45 dias e no máximo 6 meses. Contudo, o ideal é que o visto seja solicitado com o máximo possível de antecedência. Isso evita perder a viagem por motivos irrisórios ou por qualquer contratempo. Cumprir os prazos para apresentação dos documentos também é fundamental para não ter seu visto negado.

3 – Vínculo com o país de origem

Este é um dos principais motivos que impede brasileiros de viajar para o Canadá. A questão do vínculo com o país de origem para se conseguir o visto canadense é bem parecida com o que ocorre nos EUA: para entrar no país, é necessário comprovar sua intenção em retornar à sua nação de origem após a viagem (quando falamos sobre vistos temporários como o de estudos o turismo). Sendo assim, é fator crucial apresentar um comprovante de estudos, emprego e até mesmo dos bens que você possui no Brasil, como empresas ou imóveis. Você pode apresentar ainda, caso seja aplicável, declaração de férias, carta do empregador, além de uma carta de intenção bem embasada, abordando os motivos da viagem da maneira mais concisa e assertiva possível. Essa carta é de extrema importância para a aplicação do visto e pode ser determinante na decisão do governo. Já houve caso de negação de visto, por exemplo, porque a justificativa de querer vir fazer o curso escolhido aqui no Canadá não convenceu na carta de intenção que o cliente escreveu antes de procurar a One Immigration. Geralmente, adultos, solteiros e pessoas que não demonstrem vínculo empregatício no Brasil (isso vale também para profissionais que trabalham como autônomos ou freelancers) têm mais chances de ter algum dos vistos temporários para o Canadá negado, caso os motivos para a viagem pareçam suspeitos.

4 – Histórico de Viagens Internacionais

O  histórico de viagens internacionais também ajuda na análise do processo de pedido de visto para o Canadá. Isso porque, com base nas suas viagens anteriores para outros países, é possível confirmar se você voltou para o seu país de origem dentro do prazo estipulado. Tire cópias das folhas do seu passaporte, tanto do atual quanto dos antigos, mostrando os vistos e carimbos dos locais para os quais você viajou. Caso você nunca tenha viajado para outro país, não se preocupe. Isso não interfere negativamente no seu requerimento.

5 – Recursos financeiros

Esse é um quesito fundamental na hora de solicitar seu visto. Tenha clareza de que seus recursos financeiros são suficientes para o período da sua estadia no Canadá – seja por um curto período de férias, programa de estudos ou na solicitação de visto para residência permanente. Em qualquer um dos casos, você precisará comprovar que pode se manter financeiramente no país.Para o visto de turismo, a comprovação de valores pode ser feita por meio de extratos bancários; Já para aqueles que pretendem passar uma temporada mais longa, o governo solicita diferentes valores para cada tipo de visto. As comprovações podem ser feitas através do Imposto de Renda (IR), extratos bancários dos últimos quatro meses, bem como dos extratos de poupança e outras aplicações – como bolsa de valores, CDB, tesouro direto, fundo de investimentos etc. Porém, se você irá estudar ou passar um longo período, deve comprovar o valor estipulado pelo governo para cada categoria de visto. Outros documentos aceitos são aqueles que comprovem a venda de algum bem capaz de pagar os custos da viagem, como um carro, por exemplo.Mesmo comprovando o mínimo necessário, o governo nega o visto em alguns casos – eles conferem se o Imposto de Renda da pessoa confere com a renda apresentada, com a profissão. Todos os 4 extratos requeridos (do mês da aplicação e dos 3 meses anteriores devem demonstrar um saldo final com o valor mínimo, provando constância e estabilidade deste dinheiro, ou seja, não basta somente apresentar extratos.Para estudantes, uma alternativa é que os custos dessa empreitada sejam arcados por um familiar. Essa informação deve constar em uma carta assinada pelo responsável pelo custeio, junto com a documentação que comprove a posse desses recursos (mais informações aqui).

6 – Histórico criminal

É necessário apresentar seu histórico criminal, não só referente ao seu país de origem, mas como o de todos aqueles por onde você tenha residido por mais de 6 meses após os 18 anos. Dependendo do caso, os antecedentes criminais são verificados pelo próprio órgão. Se o requerente já tenha, de fato, cometido alguma infração, é fundamental que se consulte um agente de imigração antes da aplicação ao visto.

O que fazer se meu visto para o Canadá foi negado? Posso reaplicar para um novo visto no país?

O encantamento e as altas expectativas diante da possibilidade de uma nova vida no Canadá fazem com que muitas pessoas, sem experiência na obtenção de vistos, avaliem de forma equivocada a aplicabilidade para um programa de imigração: Aplicam para uma oferta quando deveriam aplicar para outra ou, simplesmente, não percebem que não são elegíveis em nenhum dos casos. Isso acarreta em uma perda enorme de tempo, dinheiro, além do próprio desgaste emocional.

Nesse sentido, contar com acompanhamento especializado evita transtornos e aumenta as chances de sucesso na obtenção do visto. De qualquer forma, apesar da frustração, saiba que, em muitos casos, é possível reverter a situação. É possível solicitar um documento emitido pelo governo canadense, chamado ATIP, com o detalhamento do motivo da recuso do seu visto. Com este documentos em mãos um consultor de imigração terá condições de avaliar o seu caso e desenhar uma estratégia correta e concisa para reaplicação do visto e reversão da negativa.

O tempo para reaplicação irá depender dos motivos alegados pelos órgãos competentes. O procedimento não é muito complicado, mas exigirá organização e atenção redobrada.

Caso o seu visto tenha sido negado, agende uma consultoria com a One Immigration para avaliarmos o seu caso. Temos uma equipe experiente e com alto índice de sucesso na reversão de vistos negados. Entre em contato conosco pelas redes sociais!

Consultoria de Imigração Canada

Créditos

Autores: Maruscka Grassano e Carolina Cadinelli
Revisão: Vanessa Eufrasio
Imagens: Vanessa Eufrasio