Como a baixa taxa de desemprego no Canadá afeta de forma negativa o país?

De acordo com a Federação Canadense de Negócios Independentes (CFIB), no primeiro trimestre de 2019, o Canadá estabeleceu um recorde de vagas de emprego não preenchidas, cerca de 435.000 empregos ficaram vagos por pelo menos quatro meses durante o primeiro trimestre do ano.

De acordo com o jornal El País, em um texto publicado em Dezembro de 2018, o Canadá até então estava com a taxa de desemprego em 5,6%, nível mais baixo desde 1976. Entre 2017 e 2018, foram criados 219.000 postos de trabalho, o que gerou inúmeras oportunidades para quem deseja trabalhar no Canadá, seja trabalhador canadense ou imigrante. No entanto, o país não consegue suprir a demanda por trabalhadores em diversas áreas, o que gerou um problema econômico no país. Mas por que essa demanda está acontecendo? 

A geração que nasceu entre 1946 e 1965, conhecidos como baby boomers, fazem parte da força de trabalho no Canadá hoje. Em 2018, a geração de baby boomers representava quase 26% da população. E de acordo com o Statistics Canada, até o ano de 2024, um em cada cinco canadenses terá 65 anos ou mais, e o resultado será ainda mais vagas de emprego disponíveis. Na verdade, a escassez de mão de obra no Canadá já é visível há um certo tempo. 

De acordo com a Federação Canadense de Negócios Independentes (CFIB), no primeiro trimestre de 2019, o Canadá estabeleceu um recorde de vagas de emprego não preenchidas, cerca de 435.000 empregos ficaram vagos por pelo menos quatro meses durante o primeiro trimestre do ano. “A taxa nacional de vagas de emprego não ocupadas tem aumentado continuamente nos últimos dois anos e atingiu outro recorde no último trimestre”, disse Ted Mallett, vice-presidente e economista-chefe do CFIB. “A taxa de crescimento está desacelerando em comparação com o ano passado, mas os empregadores em Quebec, BC e Ontário estão cada vez mais difíceis de encontrar trabalhadores, especialmente nos menores negócios”. Na maior parte das províncias, a escassez de mão de obra era uma preocupação maior para os cargos qualificados do que para aqueles semi ou não qualificados.

Taxa de desemprego

Em Julho de 2018, a taxa de desemprego no Canadá era de 5.9% e em 12 meses ela caiu 0.2%, indo para 5.7%. Se formos analisar cada uma das dez províncias do Canadá, apenas três tiveram um aumento no desemprego: Alberta com 0.3% de aumento, Ontario com 0.3% e Nova Brunswick (ou New Brunswick) com 0.1% de aumento na taxa de desemprego. Nas outras sete províncias, o desemprego caiu pelo menos 0.2%. No caso de Manitoba e na província de  Newfoundland And Labrador, chegou a cair 2.2% em 12 meses. 

Segue uma tabela mostrando todas as províncias e a porcentagem de desemprego em Julho de 2018, e depois em Julho de 2019:

Taxa de desemprego

Julho 2018 Julho 2019
British Columbia 4.9% 4.4%
Alberta 6.7% 7.0%
Saskatchewan 6.5% 5.4%
Manitoba 6.0% 5.8%
Ontario 5.4% 5.7%
Quebec 5.5% 4.9%
Nova Scotia 8.0% 7.4%
New Brunswick 7.7% 8.5%
Prince Edward Island 9.4% 8.4%
Newfoundland And Labrador 15.0% 12.8%

Vagas de emprego

Com uma economia em constante crescimento, o Canadá precisa de mais trabalhadores para manter tais números. E cada província, como pode ser visto na tabela de desemprego, possui seu número de desempregados e também número de vagas de emprego criadas ou que não foram preenchidas. De acordo com o BMO Economics, em Junho de 2019, Alberta teve um ganho de 10.400 empregos, embora o aumento anual ainda esteja abaixo do esperado (era esperado 2,3%, porém atingido apenas 1,3%). Já BC e Ontário tiveram pequenas perdas de emprego e o desemprego subiu, em BC foi para 4.5%, em Junho, e Ontário foi para 5,4%. Quebec obteve ganho de empregos e uma queda na taxa de desemprego, caindo para 4,9%. Cinco das outras seis províncias viram as taxas de desemprego aumentar em Junho. 

Por mais complexo que sejam essas contas e porcentagens, o mercado econômico canadense cresce e algumas áreas de trabalho ficam com vagas a serem preenchidas. De acordo com o CFIB, em um artigo postado em Junho de 2019, as taxas de vagas não ocupadas no setor de construção (4,9%) e em serviços pessoais (4,7%) superaram todas as outras indústrias e a média nacional. Empresas no setor da agricultura (3,8%) e no setor de hospitalidade, que é o setor responsável por hotelaria para dar assistência e facilitar a compra ou hospedagem pelo cliente, serviços profissionais (3,6%) e meios de transporte (3,6%) também enfrentam mercados de trabalho restritos. No geral, as taxas de vagas não ocupadas cresceram em todos os setores, exceto na manufatura (3%), petróleo e gás (2,3%), finanças (2,1%) e informações (1,9%), que não registraram mudanças.

Essa demanda de funcionários cria vários empregos que estão ou que serão valorizados nos próximos anos, agora vamos a uma lista com 4 trabalhos para ficar de olho no Canadá:

1- Enfermagem

O fator principal que impulsiona a demanda por mais enfermeiros e enfermeiras é que a atual geração que trabalha na área está atingindo a idade da aposentadoria, os baby boomers discutidos anteriormente, e a expectativa é que em breve essas pessoas deixem de trabalhar, lembrando que o plano de aposentadoria no Canadá começa aos 65 anos (podendo variar um pouco dependendo de alguns casos). E esse fator também gera outra questão, o envelhecimento geral da população do Canadá, uma vez que idosas e idosos geralmente demandam de uma assistência a saúde maior do que a geração mais nova. 

Portanto, serão necessários profissionais em todas as províncias e territórios. Na província de Ontário, por exemplo, em um relatório de maio de 2018, era apontado que possui a menor proporção enfermeiros-população do Canadá, com cerca de 10.000 vagas para cargos de enfermagem. 

2 – Motorista de Caminhão

A condução de caminhões está perto do topo da lista de demanda em British Columbia. De acordo as perspectivas do mercado de trabalho de BC em 2018, juntamente com Oficiais administrativos (com a perspectiva de 17.100 vagas de trabalho no período 2018-2028); Trabalhadores sociais e de serviços comunitários (11.800 vagas em 2018-2028); Técnicos e contadores (10.600 vagas); Assistentes administrativos (9.700); Educadores e assistentes para o jardim de infância (8.900); Agentes imobiliários e vendedores (7.100) e Técnicos de serviços automotivos, caminhões e ônibus e reparadores mecânicos (6.400 vagas)

A economia do Canadá depende dos motoristas de caminhão e, devido à falta de mão de obra, e novamente a geração baby boomer se aposentando, será preciso preencher essas vagas. De acordo com o El Pais, a província de Manitoba também está sofrendo dificuldades para encontrar motoristas que dirijam caminhões em carga. Um estudo encomendado pela Canadian Trucking Alliance revelou que a indústria de caminhões terá menos de 48.000 motoristas até 2024. E estudos da indústria sugerem que a idade média do motorista é de 48 anos. Uma média alta, mostrando que no futuro a demanda será ainda maior.

3- Instrutor de faculdade ou profissional

O ensino universitário e profissional é outra das carreiras com demandas no Canadá, novamente as taxas de aposentadoria contribuem para isso. Instrutores ensinam em instituições públicas e privadas que oferecem programas acadêmicos, técnicos e vocacionais. Os requisitos em educação e experiência variam muito entre as instituições e depende também do tipo de trabalho como instrutor. Um instituição com foco acadêmico exige um diploma de mestrado, enquanto uma instituição com foco profissional pode aceitar bacharelado ou licenciatura, desde que tenha uma relevante experiência no setor. Tudo depende da instituição.

4- Consultor de Gestão em Negócios

Em tempos de globalização e um mercado que atinge o mundo todo, a competitividade entre empresas se torna algo cada vez mais visível e questões de produtividade estão em pauta. Para uma pequena ou grande empresa atingir um nível de produtividade alto, elas costumam contratar consultores de gerenciamento para auxiliá-las . Devido a um aumento na demanda por serviços de consultoria profissional, o consultor de gestão é um dos principais empregos em demanda. A área de trabalho é extensa e os consultores podem ser no setor de negócios mas também trabalhar em áreas de tecnologia e viagem. Experiência na área que pretende exercer e em gestão de negócios pode ajudar com a contratação, além de um diploma ligado a negócios.

Esses são apenas alguns dos trabalhos disponíveis em território, porém a expectativa é que inúmeras vagas apareçam ao longo dos anos, que, aliadas à taxa de aposentadoria, gerará uma demanda ainda maior em um número bastante diversificado de áreas de trabalho.

Consultoria de Imigração Canada

Créditos

Autores:Guilherme Furutani
Revisão: Carolina Cadinelli e Dann Owczarzak

Data:04/11/2019